Cobertas. De razão

Cobertas. De razão

Por Bianka Vieira e Victória Damasceno

O levante de uma direita reacionária que grita contra às minorias foi suficiente para explicitar a guinada conservadora que o país tem trilhado. Em nome dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher e, sobretudo, em nome do poder de decisão sobre a sua própria vida, a 5ª edição da Marcha das Vadias corporificou, mais uma vez, o combate ao machismo e à propagação de um falso moralismo que marca e mata tantas mulheres diariamente. Confira em nossa galeria o registro das cores, das formas e das vozes dessa luta feminista.