A vida na rua

A vida na rua

por Luiza Fernandes

Quase sempre ao andar nas ruas de São Paulo passamos por habitantes praticamente invisíveis da metrópole. Os moradores de rua são presença constante na paisagem diária da cidade, principalmente no Centro, região que antigamente era reduto dos mais abastados e hoje reúne em suas ruas o maior número de desalojados por metro quadrado.

Nóia, Crackeiro, Vagabundo, Bandido, Sujo, Coitado, Maluco, Encrenqueiro. Estas são algumas das atribuições que muitos usam para se referir aos moradores de rua. Muitas vezes eles são apenas pessoas que não tiveram outra opção e acabaram aprendendo na marra a lidar com as adversidades da vida nas ruas.

Foi pensando na imagem tão comum e tão ignorada dos mendigos que surgiu a ideia dessa galeria: retratar o dia-a-dia de alguns moradores da praça da República, no Centro de São Paulo. Nas fotos vemos o contraste do vai e vem apressado de quem anda pela capital com o olhar cansado de quem não tem para onde ir.